NOTICIAS Principais Notícias Slides

NOVO SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO VISITA O DIM E SE REÚNE COM A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL

Resultado dos contatos mantidos pelo Presidente da ACIM, João Tatagiba, em Belém, na última semana, aconteceram nesta sexta-feira (23), em Marabá, várias reuniões com o novo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, José Fernando Gomes Júnior. Os encontros tiveram o objetivo expor ao titular da Sedeme situações que estão impedindo a expansão de empresas instaladas no Distrito Industrial de Marabá (DIM).

A primeira reunião foi na Correias Mercurio, indústria instalada no DIM há cinco anos, com a participação do presidente do empreendimento, Ivan Ciruelos, acompanhado do assessor jurídico Alauri Silva e do diretor Administrativo e Financeiro Alexander Galastri.

Ciruelos lembrou que, ao implantar a Mercurio em Marabá, a empresa adquiriu 100 mil metros quadrados de área, onde construiu sua planta. Agora, a indústria, já em expansão, pretende implantar uma fábrica de borracha, sua matéria prima, e uma planta de recuperação de correias.

Entretanto, a área adquirida, na Fase II, do DIM, está invadida por supostos sem-terra, contra os quais já foi cumprido um Mandado de Reintegração de Posse, mas os ocupantes acabaram voltando e até formaram uma associação.

Nova ordem de reintegração foi emitida, ainda no Governo Jatene, mas não cumprida. Os invasores recorreram, apelando ao Pleno do Tribunal de Justiça Estadual, onde se encontra o processo, emperrado.

José Fernando, que esteve acompanhado dos secretários estaduais André Dias (Turismo) e João Chamon Neto (Regional), prometeu que fará o que for possível para que o governador Helder Barbalho (MDB) possa tomar alguma providência que venha a destravar o quanto antes a situação.

A segunda visita foi na Siderúrgica Sinobras, onde, on-line, o vice-presidente de Operações Ian Correa e diretor de Sustentabilidade Clayton Labes, este presencialmente, falaram dos projetos de expansão, que, num primeiro momento devem gerar 600 empregos e, já implantado, vai propiciar 220 postos de trabalho.

Essa expansão também está paralisada porque depende da instalação de um linhão de energia de Belo Monte, empreendimento para o qual a Sinobras, apesar de ser acionista, não consegue que a rede chegue até a indústria.

Outro ponto levantado foi a morosidade provocada pelos entraves burocráticos, nas autorizações de embarque do eucalipto produzido nas 17 fazendas da Siderúrgica, que servem para alimentar a combustão dos altos fornos.

Novamente, Luiz Fernando se mostrou disposto a ajudar e disse que o governador Helder Barbalho certamente tem interesse na expansão a indústria, conforme compromisso firmado.

Em entrevista a emissoras de TV locais, João Tatagiba disse que a visita de José Fernando Gomes Júnior é fruto de um trabalho de reaproximação com o governo do Estado feito pela ACIM, a fim de destravar uma série de amarras na região e, assim, avançar em projetos estratégicos que precisam sair do papel.

Tatagiba destacou que fez com que a visita do secretário Luiz Fernando começasse exatamente pelo Distrito Industrial para que o Estado conheça as dificuldades que algumas indústrias estão enfrentando. “É de suma importância para que o Estado, realmente, tenha maior visibilidade, maior compreensão daquilo que a gente passa aqui em Marabá em relação a desenvolvimento”, afirmou o Presidente da ACIM.

“A nossa proposta é que o Estado esteja com a gente e faça, agora, a construção de uma nova história. E o Estado, de bom grado, sinalizou com essa intenção. Então, a nossa esperança é que realmente nós possamos construir um novo ciclo para a nossa região”, declarou Tatagiba.

Também ouvido pelos meios de Comunicação, o secretário Luiz Fernando disse que é compromisso do governador Helder Barbalho a interiorização cada vez maior do governo e, quando ele assumiu a secretaria, no último dia 5, esse foi o seu compromisso à frente da Sedeme.

“Estamos vindo a Marabá. É a primeira cidade a ser visitada, depois vamos para todos os quatro cantos do Estado, mostrando esse compromisso com o desenvolvimento”, afirmou ele que, indagado sobre a impressão que leva do DIM, respondeu: “Eu saio daqui encantado com essa pujança do sul e sudeste do Estado e isso aumenta a minha responsabilidade e o meu compromisso com esta região”.

ASCOM/ACIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *