NOTICIAS Principais Notícias Slides

IX FEIRÃO DO IMPOSTO CONJOVE/ACIM CUMPRIU MAIS UMA VEZ A MISSÃO DE CONSCIENTIZAR A POPULAÇÃO

Com o litro de gasolina vendido a R$ 3,50 no Posto Tyda do Km 6, além de promoções em vários outros estabelecimentos da cidade, o Dia “D”, no sábado, 25, encerrou o IX Feirão do Imposto, promovido pelo CONJOVE (Conselho de Jovens Empresários), órgão da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá). Durante a ação, que neste ano começou no último dia 23, as empresas participantes comercializaram produtos e serviços sem impostos. Ou seja, bem abaixo do preço normal.

O objetivo do Feirão do Imposto é mostrar à sociedade em geral o quanto os altos tributos cobrados pelo governo encarecem o preço de produtos e serviços e alertar para o fato de que, quase nunca esse dinheiro retorna em benefícios a setores prioritários, como educação, saúde, segurança e infraestrutura, entre outros.

O motorista Wanderley Damasceno Macedo foi o primeiro da fila de carros que se formou de sexta-feira para sábado, ao saber que seriam vendidos 3 mil litros de gasolina com 30% de desconto no Posto Tyda. Ele chegou por volta da meia-noite.

“Temos de aproveitar uma oportunidade dessa. É nesse momento que a gente vê que os impostos estão muito altos e que daria para baixar, baixando também os preços”, constatou ele, afirmando que não acredita que a Reforma Tributária consiga diminuir o alto percentual de impostos do País.

Outro que chegou bem cedo, por volta das 2h20, foi o mototaxista Josimar Alves dos Santos. Ele avaliou a ação do CONJOVE como excelente e disse que seria muito melhor que o governo baixasse os impostos.

“Veja só, hoje, aqui, recebi um panfleto informando que o preço de uma simples vassoura, por exemplo, tem 34,7% de imposto. E nem é gênero de primeira necessidade. Imagine quanto de impostos eu já paguei na gasolina, trabalhando há 14 anos como mototaxista!”, exclamou Josimar, que, assim como Wanderley Macedo, não acredita que a Reforma Tributária venha registrar avanços. “Não estou acreditando nessa reforma e não estou acreditando nesse presidente”, afirmou.

Ao contrário dos outros dois motoristas, o operador de produção Rosvilado Rodrigues da Silva Oliveira, que chegou à fila de motos por volta de 5h30, mostrou-se otimista. Disse acreditar que, com a Reforma Tributária, o País possa melhorar e, após abastecer sua moto e pagar um valor menor que o usual, ele afirmou ter constatado que “hoje o nosso tributo é muito caro mesmo”.

Para o presidente do CONJOVE, Caetano Reis Neto, esse trabalho de conscientização mostra que o Conselho de Jovens Empresários está no caminho certo, “de informar, conscientizar e, principalmente, promover economia para a população”.

“Estamos muito satisfeitos pelo fato de a população marabaense ter abraçado essa causa. Essa é uma ação acontece em mais de 250 cidades no País e, no Pará, além de Marabá, ocorre também em Belém e Santarém. Esperamos que, com a Reforma Tributária, haja mais eficiência na gestão dos impostos e que possamos ter um retorno maior “, opinou ele, salientando que, embora os empresários participantes do IX Feirão tenham vendido sem impostos, eles recolheram os tributos.

ASCOM/ACIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *