CONJOVE NOTICIAS Principais Notícias

Ultimo Bate-Papo Empreendedor do ano teve Albérico Roque, “um empreendedor nato” 

O CONJOVE (Conselho de Jovens Empresários), órgão permanente da ACIM, realizou na noite de quarta-feira, 12, o último Bate-Papo Empreendedor de 2018, que teve lugar no Restaurante Domani e com um convidado muito especial: o empresário Albérico Araújo da Silva Filho ou, simplesmente, Albérico Roque, estabelecido em Marabá desde 1982, cuja história de empreendedorismo surpreendeu à grande maioria (60 participantes do evento), entre diretores e associados da ACIM, do CONJOVE, convidados e universitários.

O Bate-Papo foi aberto pelo presidente do CONJOVE e primeiro-secretário da ACIM Caetano Reis Neto, que deu as boas-vindas a todos, falou do objetivo do evento, destacou a figura de Roque como um exemplo de homem de visão e disse que todos teriam muito a aprender com o convidado.

Caetano Reis comemora mais um ano de Bate-Papo Empreendedor do CONJOVE. Foto: Badalado.net

Ao secretário municipal de Planejamento, Karam El Hajjar, coube fazer uma detalhada apresentação sobre Roque. Dizendo-se suspeito para falar do empresário, por ser amigo dele, de longa data, desde 1985, Hajjar afirmou que não há como falar do empresário sem distanciá-lo do ser humano que é, “uma pessoa com um coração enorme, um cara extremamente conciliador, de família, do bem. Você não vê no Roque maldade em momento algum”, disse Karam.

Karam El Hajjar, amigo pessoal de Albérico Roque, comenta sobre o empresário e promove a abertura do evento. Foto: Badalado.net

O amigo descreveu Roque como um empreendedor nato, em que, diante de um problema, visualiza uma oportunidade de negócio. “Ele tem uma visão fantástica, é um visionário nato e não quer ganhar sozinho. Sempre, nos negócios que vislumbra, convida alguém para ser parceiro dele. Não tem dificuldade com relação a isso. O Roque é assim, resumindo: 100% amigo e irmão, conciliador, um coração enorme, empreendedor nato, é invejável o empreendedorismo que ele tem”.

Um “formiguinha” de visão

Roque contou que chegou à região em maio de 1980, no auge da febre do ouro de Serra Pelada, onde passou três anos e oito meses, tendo exercido todas as atividades do garimpo, começado como “formiguinha”, carregando sacos de terra nas costas. Lembrou que não ganhou muito dinheiro, mas absorveu experiência de vida suficiente para chegar onde hoje se encontra.

Em 1982 ele conheceu a esposa, Anauara – com quem teve um casal de filhos -, a partir de um convite do pai dela, conhecido como Chico Paulista, para passar o Natal daquele ano em Marabá. Em 1983, já casado, abriu em Marabá o um escritório de despachante de licenciamento de veículos automotores, o primeiro da cidade. “Além de ser uma prestação de serviços, era uma atividade que permitia formar uma boa rede de relacionamentos”, recorda ele.

E foi com a visão empreendedora que carregava desde jovem, que Roque percebeu que, já que tratava da documentação dos veículos, poderia também fabricar as placas desses carros. A idéia deu certo e hoje a Sinacom é o mais antigo fabricantes de placas de veículos do Estado, tendo expandido a atividade para a fabricação de placas de sinalização de trânsito e comunicação visual.

O empresário durante 21 anos trabalhou ainda com beneficiamento de polpas de frutas e hoje investe no agronegócio, com cria, recria e engorda de gado e com gado leiteiro.

“Tudo se consegue com a vontade de querer ser, de querer seguir em frente, essa é a ferramenta principal. O seu tamanho é você quem vai determinar, de acordo com aquilo que você consegue almejar, fazer e alcançar”, afirma Albérico Roque, dirigindo-se aos jovens empresários: “É importante, a todo o momento, observar as oportunidades de negócio”, ensina.

Albérico Roque e o filho, Thyago Loyola da Silva. Foto: Badalado.net

Para o presidente recém-eleito da ACIM, Raimundo Nonato Araújo Júnior, Albérico Roque é um exemplo de empreendedor, “porque é um homem com muita raça, muito engajamento naquilo que faz, com uma visão criativa admirável”.

“Um caráter batalhador e criativo”

Júnior afirma que Roque sempre enxerga o problema ou a dificuldade como um combustível para fazer mais e fazer melhor; “Então eu vejo o Roque como um cidadão empreendedor nato. Aquela pessoa que vê oportunidade em tudo e que, todas as vezes que vê uma dificuldade, imediatamente procura um caminho para solucioná-la, transformando o que era dificuldade em uma oportunidade”, define.

Júnior afirma, ainda, admirar muito Roque “por esse caráter batalhador e criativo, visando sempre o desenvolvimento coletivo, geração de empregos e também a expansão de boas ações para a cidade de Marabá e região”.

Bate-Papo é caminho de inspiração

Sobre o Bate-Papo Empreendedor, Raimundo Júnior disse que vê esse tipo de evento com um momento de grande troca de experiências, com momentos ímpares: “Muitas pessoas saem das suas cidades para encontros longínquos, às vezes em outras cidades, outros Estados, para ouvirem experiências de empreendedores que, às vezes, nem são tão bons quanto os que estão aqui desbravando a Amazônia há muito tempo. Fazendo com que uma região quase que inóspita se transforme, produzindo riquezas e gerando oportunidades”, avalia o presidente da ACIM.

Na opinião dele, para os jovens empresários o Bate-Papo é um caminho de inspiração e, ao mesmo tempo, de exemplo, para que eles possam continuar motivados, “buscando o desenvolvimento local e pessoal e percebendo que é possível produzir mais e melhor, mesmo com uma realidade um pouco contraditória ou mesmo aparentemente difícil”.

Confraternização

Após o Bate-Papo Empreendedor com Albérico Roque, aconteceu a confraternização anual do CONJOVE, quando Caetano Reis Neto fez um rápido balanço das ações do Conselho, agradecendo os demais integrantes pelo esforço conjunto, pela dedicação e pelo trabalho em prol de Marabá.

Ultimo Bate-Papo do ano também foi momento de confraternização entre participantes. Foto: Badalado.net

Caetano foi surpreendido com uma homenagem das diretoras do CONJOVE, Kessiana Soares, Liviane Bino e Angelika Freitas, que se congratularam com ele pelo ano de 2018.

Outras falas se seguiram em meio a muita animação, sorteio de brindes, trocas de votos de “Feliz Natal e Feliz Ano Novo” e esperanças no ano novo com novo governo no Estado e no País.

Por ASCOM / ACIM