Area do Associado CONJOVE Principais Notícias

Bate-Papo teve aula de empreendedorismo do presidente da ACIM e entrega da Comenda de Jovem Empreendedor 2018

“Uma bela aula de empreendedorismo”. Assim definiu o presidente do CONJOVE (Conselho de Jovens Empresários), Caetano Reis Neto, a participação do presidente da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Marabá), Ítalo Ipojucan de Araújo Costa, convidado do penúltimo Bate-Papo Empreendedor do ano, ocorrida na noite de quinta-feira, 8, no Restaurante Villa Itacaiúnas.

Na mesma ocasião, Ricardo Pianho, membro do CONJOVE, recebeu a Comenda de Jovem Empreendedor de 2018, uma vez que não vai estar em Marabá no dia 7 de dezembro, quando acontece o Baile do Empresário, ocasião em são homenageados os empresários e as empresas que se destacaram em suas atividades durante o ano que termina.

O Bate-Papo Empreendedor foi aberto por Caetano Reis, que, após breve introdução passou a palavra para o anfitrião, Delano Remor, sócio do Villa Iatacaiúnas, que falou da satisfação de estar abrigando o evento e teceu comentários acerca da trajetória empresarial de sucesso do convidado, de quem é amigo de longa data.

Caetano Reis, presidente do Conselho de Jovens Empresários, promovendo abertura de mais uma edição de Bate-Papo. Foto: Badalado.net.

Na condição de palestrante da noite, Ítalo Ipojucan, que é proprietário do Hotel Del Príncipe e das Locadoras Dakar e Lokar, fez um resumo de sua carreira, desde quando começou a trabalhar no Banco do Brasil, aos 15 anos de idade, em Correntina (BA), cidade onde nasceu e de onde teve de sair, aos 17, para cursar a Faculdade de Direito, na Universidade Católica, em Goiânia (GO).

Na capital goiana, Ítalo trabalhou no banco Bamerindus (hoje extinto), sendo, aos 20 anos, transferido para Marabá, de onde, devido seu excelente desempenho como gerente, foi transferido para Monte Dourado, retornando dois anos depois para Marabá, onde, posteriormente, veio a se desligar do banco iniciou sua carreira empresarial.

Caminhado com as próprias pernas e tendo sempre ao lado a esposa, Márcia, Ítalo empreendeu inicialmente no ramo de lavanderia para, depois, entrar na locação de veículos e hotelaria. Hoje, gera 354 empregos diretos e 1.100 indiretos em Marabá.

Já foi presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Marabá, vice-prefeito do município, secretário municipal de Indústria e Comércio e presidente do Conselho do Sebrae Pará. Atualmente, está concluindo o terceiro mandato como presidente da ACIM.

Ítalo Ipojucan, narrou sua trajetória para público atento e, em boa parte, formado por jovens empresários de Marabá. Foto: Badalado.net

Para Ítalo, que, baseado na própria experiência, transmitiu conhecimentos importantes durante sua fala, que absorveu completamente a atenção da plateia, em sua maioria formada por jovens empresários, quem deseja empreender deve ter o foco em três coisas: procurar conhecer bem o mercado e ter conhecimento de suas flutuações, ter uma boa rede de contatos – o que é essencial – e enxergar as oportunidades. “Depois disso, é entrar de cabeça no negócio”.

“Esse tipo de troca de experiência é extremamente importante para a turma mais jovem, que certamente encontra o cenário mais propício, mais leve para inciar seu negócio. Eu acredito que aqueles mais antigos foram os verdadeiros bandeirantes, desbravadores”, afirma Ítalo.

Na opinião dele, os primeiros empreendedores de Marabá encontraram um momento extremamente inóspito, quando empreender era realmente uma condição de “ter uma vontade acima do comum, de se estabelecer e começar uma caminhada empresarial”.

“Hoje o cenário é outro, hoje temos um polo de transferência de conhecimento estabelecido na região, coisa que não tinha na época em que os mais antigos chegaram e o Ricardo Pianho é fruto dessa nova geração, que pegou esse cenário de novas oportunidades de conhecimento e que tem se destacado”, opinou o presidente da ACIM, fazendo referência ao homenageado da noite.

Jovem Empreendedor 2018

Ricardo Pianho foi escolhido, por unanimidade, pelos integrantes do CONJOVE, o Jovem Empreendedor do Ano de 2018 e disse a indicação ao título é uma honra para ele, cujo nome já havia feito parte da lista por duas vezes. Ele conta que chegou a pensar em desistir de concorrer ao título, quando contatado pela terceira vez, mas, quando começou a se reinventar, a descobrir coisas novas, decidiu que era algo que ele queria.

Pianho é sócio da Maspará Corretora de Seguros, ao lado da mãe, Sueli Pianho, também diretora da ACIM, mas hoje está muito mais ligado à carreira de Coach, na qual vem se destacando com o Curso O Poder da Ação.

“Descobri que esse trabalho foi começando dentro de mim e está impactando vidas aqui na cidade. Então, o meu objetivo se tornou maior ainda. Eu falo que essa premiação é o início de uma nova jornada, de poder aumentar esse trabalho, ajudar mais ainda a cidade e trabalhar esse cenário porque, mesmo dentro da crise, mesmo em meio a problemas e dificuldades, nós conseguimos fazer um trabalho e mostrar que é possível sim ocorrer mudanças vindas de cada um de nós”, afirma.

Registro do momento que Ricardo Pianho é agraciado com troféu de Jovem Empreendedor 2018. Na imagem: Italo Ipojucan (ACIM), Caetano Reis (CONJOVE), ao centro, Ricardo, em seguida, Felix Miranda (SINDICOM) e a empresária Kessiane Soares. Foto: Badalado.net

Antes de Ricardo Pianho, foram eleitos Jovem Empreendedor do Ano: Cyro Tida (2014), Emerson Rocha (2015), Kessiana Soares (2016) e Henrique Rocha (2017).

Por ASCOM / ACIM