NOTICIAS Principais Notícias

ACIM recebe Comissão do Plano de Mobilidade Urbana. Reunião foi muito proveitosa.

Na noite desta quinta-feira (25), a ACIM – Associação Comercial e Industrial de Marabá – mais uma vez abriu seu auditório para tratar de assunto relevante de interesse da classe empresarial da cidade. Comerciantes, hoteleiros e proprietários de restaurantes, de faculdades privadas e a direção do Shopping Pátio Marabá, entre outros segmentos, atenderam ao chamamento da entidade e sentaram para discutir Mobilidade Urbana com a comissão que está elaborando o plano.

Representada pelo secretário municipal de Planejamento, Karam El Hajjar, e pela engenheira civil Mayanne Micaelli dos Santos, a Comissão do Plano de Mobilidade Urbana de Marabá quer saber como a mobilidade está interferindo em cada ramo de negócio e como cada ramo de negócio está interferindo na mobilidade.

Após Ítalo Ipojucan, presidente da ACIM, dar início ao evento, passou a palavra para Karam conduzir o encontro, chamado de “Diálogos de Mobilidade”, logo em seguida, Mayanne assumiu a condução do trabalho e detalhou o que é mobilidade urbana em seus vários aspectos, chamou atenção para as normas que regulam a mobilidade, explicou a importância de cada uma e abriu a palavra para a plateia.

Várias foram as sugestões e observações feitas, sobretudo em relação a estacionamento, vias rápidas de escoamento do trânsito, tráfego de veículos pesados e de veículos longos nas vias urbanas, transporte público, transporte alternativo e segurança no trânsito, terminal de integração de passageiros, entre outras.

O presidente da ACIM, Ítalo Ipojucan Costa, sugeriu, entre outras coisas, a criação da zona azul, na qual o condutor, paga uma taxa para estacionar durante determinado período de tempo, falou da importância de um terminal de passageiros e, aproveitando a presença do superintendente de Desenvolvimento Urbano de Marabá, senhor Mancipor Oliveira Lopes, fez várias observações quanto à existência de empresas que exercem atividades de risco na cidade, cujos equipamentos estão cravados no meio de áreas residenciais.

Karam El Hajjar e Mayanne Micaelli dos Santos, ambos da Comissão do Plano de Mobilidade Urbana de Marabá.

O senhor Raimundo Nonato Júnior, diretor da ACIM e empresário do ramo de educação, fez uma sugestão interessante: segundo ele uma estratégia para criar mais estacionamentos da cidade seria a prefeitura fazer um abatimento no IPTU de cada empresa que criasse vagas de estacionamento. Esse abatimento seria proporcional ao número de vagas criadas.

Outra sugestão, esta do empresário Mauro de Souza, mais voltada à urbanização da cidade, seria dar desconto no IPTU de cada proprietário de terreno desocupado que mantivesse sua área murada e limpa. Mas, caso contrário, se o terreno abrigar um matagal, que o dono pague o imposto na sua totalidade.

Para Ítalo Ipojucan, o fato de a prefeitura abrir o diálogo com todos os segmentos da sociedade para discutir tão relevante assunto é uma demonstração extremamente importante para que a construção saia dentro da expectativa da comunidade. “É a oportunidade que temos de estar opinando sobre a proposta que a prefeitura tem, de implementar mudanças dentro da cidade”.

“Ao falar de mobilidade urbana, nós estamos tratando aí efetivamente do trânsito, de veículos, de estacionamentos, de zona azul. Pode haver inovações para a proposta, eu acredito que o objetivo da prefeitura é coletar dados, impressões da comunidade, dentro de um planejamento que ela está construindo”, observou ele.

Ao final da reunião com os empresários, o secretário de Planejamento, Karam El Hajjar, agradeceu pela presença de todos, disse que as opiniões e sugestões foram muito importantes, pois tudo foi gravado em áudio e será analisado tecnicamente para aproveitamento adequado.

Por ASCOM/ ACIM