Principais Notícias

ACIM em parceria com a Sinobras faz doação ao Crama

Na manhã desta quarta-feira, 25, diretores da ACIM – Associação Comercial de Industrial de Marabá – estiveram no Centro de Recuperação Agrícola “Mariano Antunes” – Crama – realizando a entrega de duas toneladas de vergalhões. O material será empregado no reforço da segurança da penitenciária e na construção de um solário para os detentos das celas fortes 1 e 2.

Para o diretor do Crama, Antônio Ferreira de Araújo, coronel da Reserva da Polícia Militar, a doação chegou em boa hora e vai ajudar muito o Sistema Penal em Marabá. Ele conta que, ao assumir a direção da penitenciária, em maio último, percebeu que a construção, com 23 anos, está muito deteriorada e frágil.

“A penitenciária foi construída para brigar apenados do regime semiaberto, mas, por necessidade do Estado, hoje abriga detentos do regime fechado. A capacidade dela é para 180 presos, mas hoje guarda 565, todos com condenações”, explica o oficial, completando: “É frágil, vulnerável, então precisávamos dessa ajuda”.

Ele destaca que o Ministério Público Estadual tem sido um grande parceiro e foi quem intermediou contato com a ACIM, o que resultou na doação do ferro. “Hoje mesmo tivemos uma tentativa de fuga”, informou ele, acrescentando que o governo já tem pronto um projeto para a construção de uma nova penitenciaria.

Araújo salientou ainda que os vergalhões serão empregados no reforço da cela forte na qual houve a tentativa de fuga e possibilitar que o espaço destinado, o solário das celas fortes 1 e 2  seja gradeado, uma vez que é direito legal dos detentos o banho de sol uma vez ao dia.

O presidente da ACIM, Ítalo Ipojucan de Araújo Costa, disse que teve a oportunidade de conhecer a estrutura do Crama quando o coronel Araújo assumiu a direção. Ele esteve na penitenciária e tomou conhecimento dos gargalos, das carências e das muitas adaptações para melhorar a segurança do presídio.

“Ele solicitou a parceria da ACIM ao mesmo tempo em que a promotora Daniella Dias reforçou esse movimento. A Associação estabelece parcerias para proporcionar alguns atendimentos da sociedade como um todo. E, dentro dessa ótica, buscamos parceria com a Sinobras conseguindo duas toneladas de vergalhões”, contou Ítalo, arrematando: “Acredito que essa é a função da ACIM: debater os eixos dos problemas que de certa forma impactam a comunidade”.

Além de Ítalo Ipojucan, estiveram no Crama os diretores Mauro de Sousa, João Tatagiba, Albérico Roque, Marcelo Campos; e o secretário municipal de Indústria, Comércio, Mineração, Ciência, Tecnologia e Mineração, Ricardo Pugliese.

Por ASCOM/ACIM